fbpx
Com solicitação do deputado Wendell Lages, Itapecuru-Mirim também será beneficiada com o programa "Comida na Mesa" - Deputado Wendell
16084
post-template-default,single,single-post,postid-16084,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.3,vc_responsive
 

Com solicitação do deputado Wendell Lages, Itapecuru-Mirim também será beneficiada com o programa “Comida na Mesa”

Com solicitação do deputado Wendell Lages, Itapecuru-Mirim também será beneficiada com o programa “Comida na Mesa”

Na manhã desta segunda-feira (3), o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), entregou mais de 12 mil cestas básicas através do programa “Comida na Mesa” e através do projeto, a cidade de Itapecuru-Mirim (MA), vai receber 2.500. Os deputado estadual Wendell Lages (PMN) e o deputado federal Marreca Filho (Patriota), estiveram presentes representando sua região durante a solenidade de entrega.

Com o Plano Comida na Mesa, Itapecuru-Mirim é beneficiada com doações de cestas básicas (Foto: Handson Chagas)

Itapecuru-Mirim é uma das cidades beneficiadas.

O combate à insegurança alimentar no Maranhão durante a pandemia, mote do Plano Comida na Mesa, tem ainda como ações o apoio para compra do gás de cozinha, por meio do Programa Vale-Gás; aquisição institucional de alimentos da agricultura familiar, entrega de equipamentos em estímulo à produção e a doação de cestas básicas que são distribuídas mediante a ação do Corpo de Bombeiro.

Indicação do deputado Wendell Lages.

O deputado Wendell Lages comentou com alegria em suas redes sociais. “Fiquei muito feliz em saber que o governador colocou a nossa cidade na relação. Na verdade, o programa agora atende todos os munícipios do estado e pedimos ao governador que pudéssemos começar o quanto antes em Itapecuru, pois nessa etapa agora serão atendidos por enquanto mais dez municípios e com o programa, o governo poderá financiar a compra de gás de cozinha e de cestas básicas, além de compras da agricultura familiar e equipamentos para aumentar a produção de alimentos. “, pontou em seu perfil social.

 

Sem comentários

Inserir um comentário