fbpx
Deputado Wendell | Deputado Wendell Lages cria projeto que autoriza mulheres vítimas de violência doméstica e sexual a terem prioridade no atendimento e emissão de laudos no IML
16023
post-template-default,single,single-post,postid-16023,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.7.0,vc_responsive
 

Deputado Wendell Lages cria projeto que autoriza mulheres vítimas de violência doméstica e sexual a terem prioridade no atendimento e emissão de laudos no IML

Deputado Wendell Lages cria projeto que autoriza mulheres vítimas de violência doméstica e sexual a terem prioridade no atendimento e emissão de laudos no IML

Em comemoração ao Mês Internacional da Mulher, o deputado estadual Wendell Lages (PMN), protocolou o Projeto de Lei N° 109/2021 solicitando que mulheres vítimas de violência doméstica, familiar e/ou sexual, tenham prioridade no atendimento e emissão de laudos no Instituto Médico Legal – IML, visando a realização de exames periciais para constatação de agressões e outras formas de violência física e sexual. “Pedimos que os laudos técnicos sejam emitidos em até 24h, para casos de agressão ou qualquer outra forma de violência doméstica e familiar praticada contra a mulher e em até 48h, para casos quando houver violência sexual praticada contra a mulher”, informa o deputado.

A Organização Mundial da Saúde divulgou, no dia 9 de março, o maior estudo global sobre violência contra a mulher. Entre os anos 2000 e 2018, uma em cada três mulheres sofreu violência física ou sexual ao menos uma vez; 736 milhões de vítimas foram agredidas por desconhecidos ou pelo parceiro.

No Maranhão, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-MA) divulgou que em 2019, 43 mulheres foram assassinadas no estado. Esses dados comprovam a grande violência contra a mulher. “Vamos oferecer a maior agilidade na apuração e conclusão de casos que envolvam violência contra a mulher em nosso estado”, reforça Wendell Lages.

 

3 Comentários

Inserir um comentário